Carga de medicamento retida por um mês no aeroporto de Brasília é liberada para pacientes


BRASÍLIA — Quatro dias após o GLOBO revelar que três lotes de medicamento para tratar uma doença rara estavam retidos no aeroporto de Brasília , a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu liberar a distribuição do remédio para os pacientes. São seis mil ampolas de uma droga chamada Soliris, compradas pelo governo por R$ 84,5 milhões, mas que, desde 28 de agosto, encontravam-se dentro de uma câmara fria no setor de cargas do aeroporto. Continue lendo -->


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo